F

Últimas notícias

Rudge 500 Special

A mota quando foi recuperada da sucata. Era a "segunda" vida
(Fotografia com Direitos Reservados)
A Rudge 500 Special acaba de sair da "fábrica" fruto do entusiasmo de um madeirense
(Fotografia com Direitos Reservados)


Esta mota é mais um bom exemplo de um “Antes & Depois” respeitante a um entusiasta madeirense que acaba de renovar a vivência a uma Rudge 500 Special de 1993.

Das milhares que foram produzidas pelo fabricante britânico, que já não a faz desde o início da segunda guerra, hoje só existem 2.000 em todo o mundo, das quais 800, oriundos de 23 países, são de sócios do reputado ‘Rudge Enthusiasts Club’, que se dedica a estas relíquias desde 1956.

A mota veio para a Madeira para uso do Exército. E, na década de 60 foi abatida pelo Estado. 
Mas estava destinada a ter uma vida mais digna e longa. Alguém a comprou na sucata e pediu uma nova matrícula. Restaurou-a como pôde e ao seu gosto. Depois, durante décadas acabaria por ficar ao abandono.

No entanto, em 2016 o atual dono adquiriu-a sem que, na altura, conhecesse o seu real valor.

Durante quatro anos recuperou-a e agora, na entrada para este último trimestre do ano, parece ter acabada de sair da fábrica Rudge-Whitworth.

A Rudge, originalmente desenvolvida como um protótipo de corrida, viria a ter continuidade, e uma legião de entusiastas, depois da opção do fabricante em desenvolver o modelo de produção para a comercializar. Era essencialmente uma réplica de corrida, sendo que, ao longo dos poucos anos de produção, foram introduzidas várias modificações e melhorias. 



Sem comentários