F

Últimas notícias

Carros clássicos vendidos a preços astronómicos

O Ferrari 275 GTB foi o mais bem vendido do leilão. Com um único dono e com 40 mil milhas.
(foto: The Journal Classic Cars)

O mundo dos automóveis clássicos continua ativo neste mundo em pandemia. Os leilões continuam a decorrer um pouco em todo o lado, onde sobressai os Estados Unidos da América.
Por estes dias, o The Journal Classic Cars trazia a notícia de um deles, concretamente o leilão anual da “Gooding & Company”, em Scottsdale, no Arizona.
Com lances de uma semana no site da empresa, as vendas resultaram na concretização de 40 de 49 lotes de carros de colecionador e itens de automóveis, atingindo vendas de mais de 7 milhões de dólares.
As vendas foram lideradas por um "Ferrari 275 GTB Long Nose" 1966 bem preservado e com poucos quilómetros, que custou cerca de 2 milhões de dólares, constituindo o único resultado de sete dígitos dos 25 carros que foram para novos proprietários.
O Bugatti Type 37 Grand Prix 1926 esteve em evidência no leilão virtual
(foto: The Journal Classic Cars) | Gooding photos)

A seguir carro nas vendas ficou o "Aston Martin DB2/4" de 1954, que mudou de dono por 968 mil dólares.
O carro que surgiu em terceiro lugar foi um "Bugatti Type 37 Grand Prix" 1926 com patina. Segundo o referido jornal, estabeleceu um recorde de leilão para um Type 37 com seu preço a chegar a 935 mil dólares.
Foi seguido por um "Ferrari 330 GTC" 1967, vendido por 517 mil dólares e por um "Shelby Mustang GT350" de 1965 que atingiu os 385 mil dólares após o que Gooding chamou de uma “longa guerra de lances”.

Sem comentários