F

Últimas notícias

Clube Mini da Madeira celebra protocolo com o Museu do Caramulo


O Clube Mini da Madeira celebrou um protocolo com o Museu do Caramulo para a certificação dos automóveis dos seus associados como Veículos de Interesse Histórico. Junta-se a outras entendidas como o regional Clube Carocha da Madeira.

Trata-se, assim, de mais uma oportunidade de conseguir a certificação, a qual também é possível conseguir através do Clube de Automóveis Clássicos da Madeira.
Na prática, esta ação permite que todos os veículos com mais de 30 anos que estejam certificados como sendo Veículos de Interesse Histórico, e, por essa razão, passam a estar isentos da Inspeção Periódica Obrigatória (IPO), durante o período de validade da Certificação. Atente-se que são considerados nesta categoria os veículos com pelo menos 30 anos de matrícula, de um modelo já não fabricado, objeto de conservação histórica, em estado original e sem caraterísticas técnicas alteradas de grande relevo.
Depois de obtido, o certificado pode ser utilizado para atestar a qualidade como Viatura de Interesse Histórico, e igualmente para a reconhecer como Clássico ou Futuro Clássico, como acontece com as seguradoras em caso de conflito, permitindo ainda que o veículo circule nas Zonas de Emissões Reduzidas.
Recorde-se que desde o início de 2020, os clássicos importados de um país da União Europeia com primeira matrícula anterior a 1981, passam a estar isentos de IUC.
Com a atualização legislativa ocorrida em março de 2020, tornou-se possível a isenção de IUC para os veículos posteriores a 1981 se estiverem certificados como Veículo de Interesse Histórico e tenham, pelo menos, 30 anos de idade desde a data do seu fabrico.

Sem comentários