F

Últimas notícias

João Augusto de Sousa

O João Augusto, que hoje reside em Londres, aqui no centro da fotografia, não perde o contacto com os eventos ligados aos clássicos como o de Goodwood
( créditos: Direitos Reservados )


Conheço o Augusto desde que nasci. Somos primos. Sempre tive por ele uma grande admiração, que cresceu ainda mais quando conheci com mais detalhe o trabalho que tem feito ao longo dos anos para alimentar a sua paixão pelos carros clássicos.

Paulo Camacho

O Sunbeam que Augusto de Sousa fez renascer
(créditos: Miguel Moniz)

Depois de viver uns anos fora da Madeira, João Augusto de Sousa regressa à terra Natal em 1982. Uma das primeiras coisas que faz foi voltar a tentar comprar um 'Sunbeam Talbot 2 Litre Tourer' que já procurava conseguir desde meados da década anterior. 

Não conseguindo, decide comprar um “Triumph TR4”. Restaurou-o complemente em cerca de 18 meses. Ficou como novo. Anos mais tarde vendeu.

O Sumbean não saía da lista de desejos. Afinal de contas, o 'Sunbeam Talbot - 2.0L Tourer', de 1948, participou na "1.ª volta" com o piloto e proprietário João Gonçalves Henriques. Nessa altura, tinha 2L de cilindrada e uma potência de 56 cv que permitia alcançar uma velocidade de 110 km/h.

A insistência deu frutos e conseguiu ficar com o carro … e de graça.

Depois de um exaustivo trabalho de restauração do carro, voltou a trazê-lo para uma nova vida, deixando-o como se tivesse saído do stand de vendas. Para um veículo que praticamente era sucata, foi um feito, resultado da paixão que o Augusto deposita em cada projeto. Em 1991 vendeu-o a outro entusiasta madeirense, o Rui Cirilo, que ainda o tem.

O “bichinho” das recuperações fê-lo procurar um novo projeto. Aconteceu com um “MG TA”, que também já tinha conhecido melhores dias. Por várias vicissitudes, acabou por não concretizar o projeto, vendeu o carro ainda por recuperar.

O Jaguar XK 120 FHC
O Jaguar XK 120 recuperado durante dois anos
(créditos: José Júlio Castro)


Depressa tem um novo carro para comprar e recuperar. Chegou a pensar num Jaguar “MK IV 2 ½ litros”. Mas, depois de ter conhecimento da alteração do ano limite de importação de um carro antigo (1995) mudou de opinião e pesquisou por um 'Jaguar XK 120' (Fixed Head Coupé). Passa a informação a um comerciante inglês, de automóveis antigos. Surgem várias propostas, até que, em fevereiro de 1992, compra o modelo pretendido.

O carro tinha sido importado dos Estados Unidos da América para o Reino Unido por um particular inglês que tinha intenção de o restaurar. Estava ligeiramente desmontado e abandonado há cerca de cinco anos. Curiosamente, o vendedor volta a montá-lo e manda o Jaguar vermelho para a Madeira.

Depois de chegar às suas mãos, o carro foi todo desmontado e minuciosamente recuperado durante cerca de dois anos.
Detalhes do Jaguar XK 120
(créditos: José Júlio Castro)

Faz algumas provas com o Jaguar XK 120 FHC e vence um Concurso de Restauro.

Acabaria por vendê-lo a outro entusiasta madeirense, o João Noronha.

No intervalo de tempo em que trabalha no Jaguar, comprou um outro carro, um Fiat 1100 TV Coupé. Um veículo com carroçaria de alumínio. No entanto, acabou por vendê-lo ainda por restaurar.

Atualmente, o carro está com Rui Martins que o recuperou na sua oficina na Rua das Mercês.

Hoje, o Augusto vive em Londres.

João Augusto cedo despertou para a beleza dos carros clássicos
( créditos: Direitos Reservados )



Sem comentários